Algoritmo

Conjunto das regras e procedimentos lógicos perfeitamente definidos que levam à solução de um problema em um número finito de etapas.

Análise de dados 

é transformar números em informação, em significado, em solução de problemas.  É a utilização dos dados coletados para encontrar padrões, tendências e outras diferenças que podem sugerir, suportar ou rejeitar teorias sobre as causas ou os defeitos.

Análise de Distribuição Espacial

Todos os tipos de dados possem atributos que os determinam tematicamente e/ou os individualizam univocamente, e por esse motivo é possível armazená-los em tabelas ou imagens em bancos de dados de vários formatos. Alguns tipos de dados possem atributos que os referenciam no espaço, como por exemplo: endereço, coordenadas e pontos de referência. Esses tipos de dados além de poderem ser visualizados em listagens, relatórios e gráficos, podem e são preferencialmente visualizados em mapas em sistemas de geolocalização WEB como Google Maps, BING e OpenStreetMap; ou Sistemas de Informações Geográficas como ArcGIS e QGIS. Este é nível mais básico de Distribuição Espacial das Informações.

A Distribuição Espacial ocorre também quando os tipos de dados que podem ser georreferenciados funcionam como “ancora” para os tipos de dados que não possem estes atributos, por exemplo: escolas e hospitais podem ser georreferenciados, mas os documentos dificilmente podem. No entanto, com o simples relacionamento entre tabelas todos os documentos de um hospital ou uma escola podem ser listados por um simples clique em sua representação no mapa.

O processo de Análise Espacial ocorre quando a partir da existência da Distribuição Espacial é possível responder questões  baseadas em relações de continência, proximidade, interseção, sobreposição geográfica e geoestatísitica.   

Análise de Pontos de Função

É atualmente um instrumento utilizado por profissionais da área de sistemas e em empresas de todos os portes e segmentos da economia brasileira. Inicialmente o foco principal de sua aplicação era em estimativas. Atualmente ainda continua sendo uma ferramenta importante em estimativas, mas também tem sido aplicada cada vez com mais sucesso como unidade de medição de contratos de desenvolvimento de software e como ferramenta na gerência de projetos.

Análise de Redes Sociais

Surgiu como uma técnica chave na sociologia moderna. O conceito surgiu na Sociologia e Antropologia Social. No final do século XX, o termo passou a ser olhado como um novo paradigma das ciências sociais, vindo ser aplicada e desenvolvida no âmbito de disciplinas tão diversas como a antropologia, a biologia, os estudos de comunicação, a economia, a geografia, as ciências da informação, a psicologia social e, sobretudo, no serviço social.

A ideia de rede social começou a ser usada há cerca de um século atrás, para designar um conjunto complexo de relações entre membros de um sistema social a diferentes dimensões, desde a interpessoal à internacional.

Aspectos Qualitativos

Que se refere a qualidade, a natureza dos objetos.

Aspectos Quantitativos

Que diz respeito a quantidade; que apresenta quantidade. Que pertence ao âmbito dos valores e/ou quantidades numéricas.

Banco de Competências

É definido como uma ferramenta gerencial que possibilita o mapeamento e a gestão do conhecimento individual e institucional. Permite ter uma visão completa com relação ao objeto de análise quanto ao seu potencial, servindo como base referencial para diversas ações gerenciais.

Banco de Competências Individuais

Este tipo de iniciativa, também conhecido como Banco de Talentos ou Páginas Amarelas, é bastante disseminado em diversos tipos de organizações, de acordo com a literatura. Trata-se de um repositório de informações sobre a capacidade técnica, científica, artística e cultural das pessoas. A forma mais simples é uma lista on-line do pessoal, contendo perfil da experiência e áreas de especialidade de cada usuário. O perfil pode ser limitado ao conhecimento obtido por meio do ensino formal e eventos de treinamento e aperfeiçoamento reconhecidos pela instituição, ou pode mapear de forma mais ampla a competência dos funcionários, incluindo informações sobre conhecimento tácito, experiências e habilidades negociais e processuais.

Banco de Competências Organizacionais

Trata-se de um repositório de informações sobre a localização de conhecimentos na organização, incluindo fontes de consulta e também as pessoas ou as equipes detentoras de determinado conhecimento. 

Banco de Dados

Conjunto de arquivos relacionados entre si com registros sobre pessoas, lugares ou coisas. São coleções organizadas de dados que se relacionam de forma a criar algum sentido (Informação) e dar mais eficiência durante uma pesquisa ou estudo.

Benchmarking 

Prática relacionada à busca sistemática das melhores referências para comparação a processos, produtos e serviços da organização. 

Blogs

Uma página na internet simples no “estilo jornal” que contém uma listra de entradas (normalmente na ordem cronológica inversa. As entradas normalmente são histórias ou artigos curtos, com frequência relacionadas a eventos do cotidiano. Entretanto, as entradas não são apenas textos. Podem incluir fotografias, vídeos, gravações de áudio e uma mistura de todos esses tipos de entradas. O conteúdo pode ser criado por um único autor ou por um conjunto de autores. São características especificas de um blogi) o conteúdo é linear: as histórias e itens são adicionados em uma lista; ii)  tem foco em um determinado assunto; iii) conta com espaço para comentários dos leitores; e iv) publica uma mensagem eletrônica que avisa as pessoas que algo novo foi acrescentado no blog.

Página virtual para partilha de informações, experiências pessoais ou notícias, composta por textos ou posts; podem ser utilizados como diários em formato on-line, sendo que seus temas variam de acordo com o objetivo do autor ou dos autores, geralmente é atualizado com frequência e recebe comentários dos leitores.

Brainstorming

É uma maneira simples de ajudar um grupo de pessoas a gerar ideias novas e diferentes. O processo é normalmente dividido em duas fases: divergência e convergência. Na fase de divergência, todos concordam em não criticar as ideias. Em outras palavras, todas as ideias são consideradas válidas. Já na fase de convergência, os participantes criticam as ideias apresentadas destacando, em primeiro lugar, o que eles acharam de positivo para, só depois, citar as ideias com as quais não concordam.

Breakthrough

Trata-se de um avanço em determinada área.

Briefing

Todas as informações necessárias para realização de uma determinada ação.

Business Plan

Plano de negócios.

Capital Intelectual

O capital intelectual corresponde ao conjunto de conhecimentos e informações, encontrados nas organizações, que agrega valor ao produto e/ou serviços, mediante a aplicação da inteligência e não do capital monetário, ao empreendimento.

O capital intelectual representa o estoque de conhecimento que existe em uma organização em um momento específico. Por outro lado, aprendizado organizacional amplia a discussão para incluir comportamentos além de conhecimento e providencia uma maneira de compreender como o estoque muda ao longo do tempo. 

Categoria

Categoria é a interface que concentra o conjunto de itens abrangidos por uma determinada classe, espécie, conceito ou gênero. 

Case

Pasta que reúne materiais ou informações sobre determinado assunto. 

CEO

Chief Executive Officer: É o cargo mais alto da empresa. É chamado também de presidente, principal executivo, diretor geral, entre outros. Quando existe um presidente e um CEO, o primeiro é mais forte. 

Checklist

Checklist é uma palavra em inglês, considerada um americanismo que significa “lista de verificações”. Esta palavra é a junção de check (verificar) e list (lista). Uma checklist é um instrumento de controle, composto por um conjunto de condutas, nomes, itens ou tarefas que devem ser lembradas e/ou seguidas.

Uma checklist pode ser aplicada em várias atividades, e é usada frequentemente como ferramenta de segurança no trabalho, em inspeções de segurança.  Na aviação, por exemplo, consiste em uma lista essencial que deve ser cumprida antes da decolagem e aterrissagem. Neste caso concreto, deve ser verificado o correto funcionamento de todos os equipamentos, motores, sistemas de comunicação em bordo, etc. 

Classes

Em Programação Orientada a Objetos “Classes” são estruturas conceituais contendo todas características e comportamentos necessários para definir todo um grupo de objetos, como  por exemplo a Classe Mamíferos: mamífero tem sangue quente (característica), mamífero mama quando filhote (comportamento). Os canídeos são uma subclasse (uma especialização) da classe mamíferos, pois além de possuirem todas as características e comportamentos dos mamíferos, possuem características e comportamentos específicos. Totó é um cãozinho real! ele é na verdade uma implentação da classe canídedos e por consequência da classe mamíferos. Totó é um objeto. 

Clima Organizacional: 

É o ambiente interno de uma empresa. Para avaliá-lo são considerados, entre vários itens, a liderança na companhia, a motivação para o trabalho, as possibilidades de crescimento profissional, enfim, as satisfações e insatisfações dos funcionários.

CLO

Chief Learning Officer: Responsável por administrar o capital intelectual. Ele precisa reunir e gerenciar todo o conhecimento da organização. 

CMM

Capacity Maturity Model, recurso para desenvolvimento de software.

Coaching

Sessões de aconselhamento feitas por um consultor de carreira que acompanha e se envolve no desenvolvimento contínuo do profissional. 

Compliance

Agir de acordo com uma regra, um pedido ou um comando. Através das atividades de compliance, qualquer possível desvio em relação a política de investimento dos produtos é identificado e evitado. 

Conceito

É aquilo que a mente concebe ou entende. Uma ideia ou noção, representação geral e abstrata de uma realidade.

Conceito Analítico

Análise profunda. Visão minuciosa, onde ocorre uma decomposição em partes mais simples, que são mais facilmente explicadas ou solucionadas, e uma vez entendidas tornam possível o entendimento do todo. O comportamento do todo é assim explicado pelo comportamento das partes. 

Conceito Sintético

Análise realizada através de uma síntese. Visão resumida. 

Conceito Sincrético

Que focaliza o conjunto, a totalidade. É o conceito baseado na fusão de doutrinas de diversas origens.

Conhecimento

O conhecimento é resultado de várias informações organizadas de forma lógica e suficiente para criar um evento. Pode ser caracterizado também como uma abstração interior, algo que foi experimentado, vivenciado por alguém.

Conhecimento Explícito  

É o conhecimento que precisa ser externalizado de alguma forma adequada (livros, revistas, artigos etc.). No contexto da gestão do conhecimento organizacional (GC) nós devemos externalizar o conhecimento crítico ou importante que precisa ser acessado, compartilhado, aplicado e desenvolvido por outras pessoas. É impossível externalizar todo o conhecimento tácito. As organizações devem considerar a possibilidade de externalizar o conhecimento considerado crítico a ser aplicado na organização e que é o diferencial no seu desempenho.

Conhecimento Tácito

É o conhecimento mais valioso. É o conhecimento interno e pessoal. Ele se encontra na cabeça das pessoas e constantemente atualizado por meio do processo de aprendizagem.

Core business

Usada em várias áreas de atuação para se referir à parte central de um negócio.

Counseling

 Aconselhamento de carreira. É uma espécie de terapia profissional, que discute, entre outras coisas, os objetivos pessoais e futuros, estilo gerencial do executivo, nível cultural, valores e conhecimento do mercado. 

Cultura Pró-ativa

Ações que visam antecipar futuros problemas, necessidades ou mudanças.

Customização

Personalizar, ajustar, otimizar uma solução.

Data Mart

Ferramenta de Business Inteligence normalmente utilizada por empresas de grande porte  permitindo as divisões dos repositórios de dados.

Data Mining 

É uma ferramenta de Business Inteligence. Os mineradores de dados são instrumentos com alta capacidade de associação de termos, permitindo-lhes “garimpar” assuntos ou temas específicos.

Data Warehouse 

Tecnologia de rastreamento de dados com arquitetura hierarquizada disposta em bases relacionais, permitindo versatilidade na manipulação de grandes massas de dados.

Dados

Dados são as menores unidades possíveis de armazenamento em um sistema informatizado que, correlacionado com outros dados, viabilizam sua transformação em informações. Os dados referem-se a uma recolha de informações organizadas, eventos, atividades e transações que são gravados, classificados e armazenados dentro de um sistema de computador.

Desconstrução do Objeto

Decomposição de um determinado objeto que está sob específica análise. Objeto dividido em categorias, tipos de entidades e itens – podendo conter sub-itens e assim por diante.  

Diagnóstico

Conhecimento (efetivo ou em confirmação) sobre algo, ao momento do seu exame.

Descrição minuciosa de algo, feita pelo examinador, classificador ou pesquisador.

Juízo declarado ou proferido sobre a característica, a composição, o comportamento, a natureza etc. de algo, com base nos dados e/ou informações deste obtidos por meio de exame.

Downsizing

Redução no número de funcionários da empresa.

E-learning

Aprendizagem realizada através da Internet. Ensino ou formação a distância.

Empírico

É o que exclusivamente na experiência própria e na observação. Que não se pauta em uma teoria determinada.

Empowerment

 Este termo surgiu nos anos 80 e se refere às situações em que os chefes devem decidir um pouco menos e os subordinados um pouco mais. 

Endógeno

Do interior para o exterior; que se origina no interior de um organismo, de um sistema ou se desenvolve pela influência de fatores externos.

Endomarketing

É uma área diretamente ligada à de comunicação interna, que alia técnicas de marketing a conceitos de recursos humanos.

Entidade

É qualquer coisa, concreta ou abstrata, incluindo associações entre entidades, abstraídos do mundo real e modelado em forma de tabela que guardarão informações no banco de dados.

Epistemologia

A epistemologia estuda a origem, a estrutura, os métodos e a validade do conhecimento, e também é conhecida como teoria do conhecimento e relaciona-se com a metafísica, a lógica e a filosofia da ciência. É uma das principais áreas da filosofia, compreende a possibilidade do conhecimento, ou seja, se é possível o ser humano alcançar o conhecimento total e genuíno, e da origem do conhecimento. A epistemologia também pode ser vista como a filosofia da ciência. A epistemologia trata da natureza, da origem e validade do conhecimento, e estuda também o grau de certeza do conhecimento cientifico nas suas diferentes áreas, com o objetivo principal de estimar a sua importância para o espírito humano.

ERP

ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning, que em português significa Sistema de Gestão Empresarial. Trata-se de uma ferramenta corporativa capaz de controlar todas as informações de uma empresa, integrando e gerenciando dados, recursos e processos, aumentando seu poder de tomada de decisão.

Feedback

É uma conversa particular entre o líder e o liderado, com caráter de avaliação, sobre os acertos e erros do liderado.

Fine Tuning

Sintonia fina, calibragem. 

Follow-up

Dar prosseguimento a uma discussão ou debate, retomando temas para atingir soluções. Também pode significar revisão das tarefas atrasadas que foram geradas após uma reunião ou auditoria. 

Fractal

É um objeto geométrico que pode ser dividido em partes, cada uma das quais semelhante ao objeto original. Diz-se que os fractais têm infinitos detalhes, são geralmente autossimilares e independem de escala. Em muitos casos um fractal pode ser gerado por um padrão repetido, tipicamente um processo recorrente ou iterativo.

Fractal System

Tecnologia de Informações desenvolvida pela empresa PARADIGMA S.A.  O Fractal System é uma plataforma que detém um algoritmo recursivo que permite  a customização de modelos específicos de sistemas, denominados  SOLUÇÃO-FRACTAL, para diversas Redes de Negócios.

O Fractal não é um gerenciador de conteúdo como o Joomla ou um blog. O Fractal também não é um mero sistema de informações. Apesar de gerir conteúdos com a aparência de um blog e de gerir informações com a aparência dos sistemas convencionais, o Fractal se destaca porque seu foco é a gestão do conhecimento de objetos. Ele coloca o poder nas mãos dos usuários sem a complicada intermediação dos tecnólogos. O nome “fractal” foi inspirado pelas novas geometrias recursivas. A recursividade constitui uma das maiores conquistas da mente humana, envolvendo a possibilidade de pensar funções de funções de funções… e objetos de objetos de objetos. O Fractal possui um modelo de banco de dados com mecanismos recursivos que procuram imitar a maravilhosa profundidade da mente humana em sua eterna busca por novos conhecimentos. 

FYI (For your information)

Sigla muito usada que significa “para seu conhecimento”.

Gap

Lacuna.

Georreferenciamento

A realidade do espaço geográfico é complexa demais para que possamos representá-la sobre uma tela de computador (até o momento). Tornou necessário ao ser humano abstraí-lo através de conceitos matemáticos (Sistema Referencial Geodésico e o Sistemas de Coordenadas), possibilitando que o esferóide planetário (geóide) possa ser representado em mapas e sistemas de informação.

Georreferenciar é, tendo como base um Sistema de Referência Geodésico e um Sistema de Coordenadas, posicionar entidadades sobre uma representação do espaço geográfico. 

Gerenciador de Conteúdo

É uma ferramenta que permite integrar e automatizar todos os processos relacionados à criação, catalogação, indexação, personalização, controle de acesso e disponibilização de conteúdos em portais web. 

Gerenciamento de Acesso      

O processo responsável por permitir que os usuários façam uso de serviços, dados ou outros ativos de TI. O gerenciamento de acesso ajuda a proteger a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade de ativos através da garantia que apenas usuários autorizados sejam capazes de acessar ou modificar esses ativos. O gerenciamento de acesso implementa as políticas de gerenciamento de segurança da informação e é, algumas vezes, chamado de gerenciamento de direitos ou gerenciamento de identidade. 

Gerenciamento de Alertas

A gestão de alertas é feita a partir do monitoramento da geração, do armazenamento, da recepção e da emissão de documentos eletrônicos e de qualquer informação da orgamização que se queira conhecer antes do ato acontecer. Assim, é possível identificar imediatamente toda e qualquer falha, inconsistência ou incidente que possa comprometer o sistema e encaminhar a rápida solução, evitando, portanto, paralisações no negócio. Dessa forma, os gestores têm uma tranquilidade maior para trabalhar sem precisar se preocupar tanto com inconsistências da organização. 

Gerenciamento de Conhecimento   

O processo responsável por compartilhar perspectivas, ideias, experiência e informações, e por garantir que estejam disponíveis no lugar certo, no momento certo. O processo de gerenciamento de conhecimento possibilita a tomada de decisões bem informadas e melhora a eficiência reduzindo a necessidade de redescobrir o conhecimento. 

Gerenciamento de Demanda 

O processo responsável pelo entendimento, previsão e influência da demanda do cliente por serviços. O gerenciamento de demanda trabalha com o gerenciamento de capacidade para garantir que o provedor de serviço tenha capacidade suficiente para atender à demanda exigida. Em um nível estratégico, o gerenciamento de demanda pode envolver análise de padrões de atividade de negócio e perfis de usuário, enquanto, em nível tático, pode envolver o uso de cobrança diferenciada para estimular clientes a usar os serviços de TI em horários menos ocupados ou exigir atividades em curto prazo para responder à demanda inesperada ou à falha de um item de configuração.s bem informadas e melhora a eficiência reduzindo a necessidade de redescobrir o conhecimento.

Gestão à Distância

É o uso de um composto tecnológico para planejar, analisar, investigar e aplicar correções em um ambiente organizacional sem estar presente no mesmo.

Gestão de Conteúdo

É um sistema gestor de websites e intranets que integra ferramentas necessárias para criar, gerir (inserir e editar) conteúdos em tempo real sem a necessidade de programação de código, cujo objetivo é estruturar e facilitar a criação, administração, distribuição, publicação e disponibilidade da informação.

É a representação dos processos de seleção, captura, classificação, indexação, registro e depuração de informações. Tipicamente, envolve pesquisa contínua dos conteúdos dispostos em instrumentos, como bases de dados, árvores de conhecimento, redes humanas etc.;

Gestão de Informações

A Gestão da Informação é um processo que consiste nas atividades de busca, identificação, classificação, processamento, armazenamento e disseminação de informações, independentemente do formato ou meio em que se encontra (seja em documentos físicos ou digitais).  Seu objetivo é fazer com que as informações cheguem às pessoas que necessitam delas para tomar decisões no momento certo. A gestão da informação, não necessariamente envolve todas as etapas citadas, muito menos nesta ordem.

Gestão de Tecnologia

É o conjunto de atividades e projetos criados com recursos de computação ou não objetivando alinhar a TI (Tecnologia da informação) às estratégias do negócio.

Gestão do Conhecimento

Conjunto de tecnologias e processos cujo objetivo é apoiar a criação, a transferência e a aplicação do conhecimento nas organizações. Abrange o capital intelectual, o capital humano, a capacidade de pesquisar, inovar e a inteligência empresarial para tomadas de decisões estratégicas. 

É o conjunto de processos e sistemas que permitem que o capital intelectual de uma organização aumente de forma significativa, mediante a gestão de suas capacidades de resolução de problemas de forma eficiente, com o objetivo final de gerar vantagens competitivas sustentáveis no tempo.

É um processo sistemático de encontrar, relacionar, organizar, filtrar e apresentar a informação de maneira a melhorar a competência das equipes em áreas específicas. Isto é, procurar, selecionar, analisar e sintetizar criticamente ou de maneira inteligente e racional a grande quantidade de informação disponível, com o fim de que a empresa não tenha que estudar duas vezes um mesmo processo, e desta forma melhorar o rendimento organizacional e pessoal.

A gestão do conhecimento tem por objetivo alcançar, organizar, compartilhar e enriquecer o conhecimento relevante fundamentalmente focado no redesenho pessoal e organizacional. Além disso, persegue criar novo conhecimento para contar com visões criativas e transformadoras.

A Gestão do Conhecimento corresponde ao conjunto de atividades desenvolvidas para utilizar, compartilhar, desenvolver e administrar os conhecimentos que possui uma organização e os indivíduos que nesta trabalham de maneira que estes sejam encaminhados para a melhor consecução dos objetivos.

A criação, armazenamento, colaboração e o compartilhar informação de empregados em torno do trabalho. Através de compartilhar e colaborar aumenta-se a eficiência, produtividade e rentabilidade de uma organização. Respaldado por ferramentas e métodos de Tecnologia da informação avançados.

O sistema de Gestão do Conhecimento se define como uma infraestrutura criada pela organização para implantar os processos e os procedimentos que, atuando sobre uma base de dados, de informação e de conhecimentos estruturada em torno da problemática de inovação dos clientes, permitam a utilização do capital intelectual da organização para gerar os serviços e os produtos necessários para contribuir ao aumento da competitividade de suas empresas clientes.

Gestão Eletrônica de Documentos

Trata-se de prática de gestão que implica a adoção de aplicativos informatizados de controle de emissão, edição e acompanhamento da tramitação, distribuição, arquivamento e descarte de documentos.

Gestão Territorial

A gestão territorial é um conjunto de atividades empreendedoras e inovadoras cujo objetivo é o desenvolvimento de uma determinada área ou região.

Headcount

Número de pessoas que trabalham em determinada equipe ou empresa.

Headhunter

Caça-talentos do mundo corporativo.

Heurística

Heurística é a arte de descobrir e inventar, uma característica típica dos seres humanos, principalmente quando estes estão em busca de respostas para questões complexas. A heurística é uma técnica de pensamento e comportamento praticamente automática nos humanos, que agem de modo intuitivo e inconsciente para achar prováveis respostas para aquilo que procuram.

Input/Output

Entrada e saída de dados.

Indicadores

Dados que permitem representar através da lógica matemática o desempenho específico nas atividades analisadas.

Índices

É uma referência associada a uma chave, que é utilizada para fins de otimização, permitindo uma localização mais rápida de um registro quando efetuada uma consulta. Em termos teóricos é uma estrutura que possibilita acesso a um item indexado desde que a busca tenha complexidade inferior a complexidade linear, podendo ser logarítmica ou constante.

Pode ser o seguinte também um número entre 0 e 1 (fração, porcentagem) resultante da divisão de uma parte pelo todo ou melhor por uma relação entre duas quantidades.

Informação

A informação é o dado organizado, sendo uma abstração informal (não pode ser gerada através de uma teoria lógica ou matemática), que está na mente da pessoa que está inserindo tal informação, possuindo algum significado.

Instanciação

É criar um objeto, ou seja, alocar um espaço na memória para, posteriormente, poder utilizar os métodos e atributos que esse objeto dispõe.

Inteligência Artificial

É um ramo da ciência da computação que se propõe a elaborar dispositivos que simulem a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas, enfim, a capacidade de ser inteligente. Inteligência artificial é um campo da ciência da computação em que máquinas realizam tarefas como a mente humana, tais como aprender e raciocinar.

O termo inteligência artificial representa um conjunto de software, lógica, computação e disciplinas filosóficas que visa fazer com que os computadores realizem funções que se pensava ser exclusivamente humanas, como perceber o significado em linguagem escrita ou falada, aprender, reconhecer expressões faciais e assim por diante. O campo de AI tem um longo histórico, com muitos avanços anteriores, como reconhecimento de caracteres ópticos, que agora são considerados rotina.

Inteligência da Informação

É uma ramo que trata dos desafios e oportunidades advindos da qualificação de dados na era da informação.

Intranet

Rede de comunicação interna e exclusiva das empresas.

Intrapreneur

Empreendedor interno, pessoa que dirige uma unidade do negócio como se ela fosse uma empresa independente.

Item

Uma unidade de uma lista ou conjunto.

Job Rotation

Rodízio de funções promovido pela empresa, para que o funcionário possa adquirir novos conhecimentos em setores diferentes e acumular experiências, sem sair da companhia em que trabalha.

Levantamento

Relacionar, caracterizar, listar objetos, dados, informações.

Logaritmo

É o expoente que uma dada base deve ter para produzir certa potência.

Mapa Dinâmico

Mapa que pode conter várias camadas, onde cada uma exibe elementos de mapas que são definidos por um tipo específico de dados espaciais: pontos que representam locais, linhas que representam rotas ou polígonos que representam áreas. Você pode associar seus dados analíticos a elementos de mapas em cada camada.

Mapa Mental

É o nome dado para um tipo de diagrama, voltado para a gestão de informações, de conhecimento e de capital intelectual, para a compreensão e solução de problemas, na memorização e aprendizado, na criação de manuais, livros e palestras, como ferramenta de brainstorming e no auxílio da gestão estratégica de uma empresa ou negócio.

Mapeamento de Conhecimento

É realizar um levantamento dos ativos de conhecimento da organização, quem sabe o que, onde trabalha, e como este conhecimento flui da fonte ao destinatário.

Mapeamento (Auditoria do Conhecimento) 

É o registro do conhecimento organizacional sobre processos, produtos, serviços e relacionamento com os clientes. Inclui a elaboração de mapas ou árvores de conhecimento, descrevendo fluxos e relacionamentos de indivíduos, grupos ou a organização como um todo;

Medida Corretiva

Como o próprio nome diz, ela serve para corrigir uma falha. A manutenção corretiva acontece quando o equipamento já está com alguma peça irregular, apresentando mal funcionamento, e ela precisa ser substituída. Essa manutenção pode ser necessária em duas situações: quando surge uma falha inesperada, ou então quando é detectada alguma falha que possa levar a algum problema maior futuramente. Logo, podemos dividir a manutenção corretiva em dois sub-tipos: a corretiva planejada  e a corretiva não planejada.

A manutenção corretiva planejada, nada mais é do que o acompanhamento de uma máquina, com finalidade de corrigir algum erro que virá a aparecer. Tudo aqui é planejado. A manutenção corretiva não planejada, acontece após a identificação de algum erro ou problema. Esse tipo de manutenção implica em custos altos, em relação a manutenção corretiva planejada. Porém, a manutenção corretiva pode ser usada também como uma forma eficiente de evitar o retrabalho, afinal, ela diminui o tempo de execução da tarefa e evita quebras de produção inesperadas.

Medida Preditiva

A manutenção preditiva é o acompanhamento periódico de equipamentos ou máquinas, através de dados coletados por meio de inspeções. As técnicas mais comuns utilizadas para manutenção preditiva podem ser: análise de vibração, ultrassom, inspeção visual e outras técnicas de análise não destrutivas. Trata-se de um processo que diz o tempo de vida útil dos componentes das máquinas e equipamentos e as condições para que esse tempo de vida seja bem aproveitado. Ela pode ser comparada a uma inspeção para acompanhar as condições dos equipamentos.

Os objetivos em fazer a manutenção preditiva, são:

  • Determinar, antecipadamente, a necessidade de manutenção de uma peça, ferramenta ou máquina;
  • Eliminar desmontagens desnecessárias para inspeção;
  • Aumentar o tempo de durabilidade dos equipamentos;
  • Reduzir o trabalho de emergência não planejado;
  • Impedir o aumento de danos.

Por meio desses objetivos, é possível concluir que a manutenção preditiva possui uma finalidade maior: reduzir custos de manutenção e aumentar a produtividade dos colaboradores.

Medida Preventiva

A manutenção preventiva tem como objetivo principal a prevenção de uma falha ou quebra no equipamento, além de diminuir a velocidade de desgaste das máquinas e aparelhos. Logo, ela é uma intervenção prevista, preparada e programada antes do surgimento de uma falha. Os serviços de manutenção preventiva devem ser planejados e programados, ou seja, todas as etapas do serviço a ser executado devem estar bem definidas.

Alguns exemplos de manutenção preventiva são:

  • Lubrificações periódicas;
  • As revisões sistemáticas do equipamento;
  • Os planos de calibração e de aferição de instrumentos;
  • Os planos de inspeção de equipamentos;
  • Os históricos ou recomendações do fabricante.

A manutenção preventiva também pode ser executada em função da condição do equipamento, como para reparar defeitos, reformas ou revisão geral.

Melhores Práticas (Best Practices)

Este tipo de iniciativa refere-se à identificação e à difusão de melhores práticas, que podem ser definidas como um procedimento validado para a realização de uma tarefa ou solução de um problema. Inclui o contexto no qual pode ser aplicado. São documentadas por meio de bancos de dados, manuais ou diretrizes.

Memória Organizacional

Este grupo de práticas indica o registro do conhecimento organizacional sobre processos, produtos, serviços e relacionamento com os cidadãos-usuários. As lições aprendidas são relatos de experiências em que se registra o que aconteceu, o que se esperava que acontecesse, a análise das causas das diferenças e o que foi aprendido durante o processo. A gestão de conteúdo mantém atualizadas as informações, as ideias, as experiências, as lições aprendidas e as melhores práticas documentadas na base de conhecimentos;

Mentoring

Profissional mais velho, com experiência e habilidade de relacionamento, que acompanha e passa para o mais novo suas ideias sobre o trabalho e a carreira.

Meritocracia.

Sistema de recompensa e/ou promoção fundamentado no mérito pessoal.

Métrica

Um conceito matemático relacionado a distância. Indicador de qualidade do software. As métricas são números utilizados como uma medida do padrão de qualidade para comparar diferentes itens ou períodos de tempo.

Modelagem

Atividade de construir modelos que expliquem as características ou o comportamento de um software ou de um sistema de software.

Modelo Conceitual

Modelo conceitual concentra-se no mais alto nível de abstração e não leva em conta o banco de dados em si, mas a forma como as estruturas serão criadas para armazenar os dados. A modelagem conceitual é a forma mais natural dos fatos e estão mais próximas da realidade do ambiente do cliente. No modelo conceitual o cliente deverá ser envolvido a fim de obter o levantamento de dados que darão suporte à construção de todo o modelo.

Monitoramento

Consiste em um processo permanente de coleta, análise e sistematização de informações e de verificação do andamento de determinado sistema.

Mosaico

Junção e cruzamento de informações associadas que definem ou chegam a um conceito em comum.

Networking

 Construir uma boa rede de relacionamentos, geralmente em sua área de atuação.

Newsletter

Boletim de notícias.

Objeto

Qualquer coisa que seja foco de observação, estudo ou análise.

OLAP

On-line Analytical Processing. Enquanto o data mining encontra correlações e subdivide um grande volume de dados, o OLAP permite realizar uma ação específica nesses dados, de modo que possa ser simulada uma situação ou obter uma resposta específica.

OLTP: (Online Transaction Processing), ou seja, processamento de transações em tempo real. São sistemas que registram as transações, como, por exemplo, os ERPs (Enterprise Resource Planning).

Ontologia

Parte da filosofia que tem por objeto o estudo das propriedades mais gerais do ser, apartada da infinidade de determinações que, ao qualificá-lo particularmente, ocultam sua natureza plena e integral.

Outdoors

Atividades ao ar livre ou fora do escritório.

Outsourcing

Terceirização.

Outplacement

Serviço oferecido e pago pela empresa, que consiste no aconselhamento, orientação e estímulo ao profissional demitido, preparando-o técnica e psicologicamente para se recolocar no mercado de trabalho, bem como para o planejamento de sua carreira.

Overhead

Despesas operacionais.

Paradigma

Determinado exemplo que serve como modelo; padrão.

PAX

É a quantidade de passageiros em determinado período.

Parametrização

É o processo de decisão e definição dos parâmetros necessários para uma especificação completa ou relevante de um modelo ou objeto geométrico.

Performance

Palavra inglesa que significa atuação e desempenho.

Player

Empresa que está desempenhando algum papel em algum mercado ou negociação.

Polimorfismo

Qualidade ou estado de ser capaz de assumir diferentes formas. Na programação orientada a objetos, o polimorfismo permite que referências de tipos de classes mais abstratas representem o comportamento das classes concretas que referenciam. 

Programação Orientada ao Objeto

Foi criada para tentar aproximar o mundo real do mundo virtual. A idéia fundamental é tentar simular o mundo real dentro do computador.

Projeto Integrado

São conceitos para a realização em paralelo de várias etapas do desenvolvimento do projeto objetivando a redução de custo com retrabalhos, diminuição do prazo de elaboração de projeto e soluções completas e compatibilizadas a partir de uma maior integração entre as interfaces de projeto, para negociação de soluções e análise das interferências.

Protótipo

É um produto que ainda não foi comercializado, mas está em fase de testes ou de planejamento. Na informática, protótipo é um sistema/modelo (pode ser um site web ou um software) sem as funcionalidades inteligentes (acesso a banco, sistema legado), apenas com as funcionalidades gráficas, e algumas funcionalidades básica para o funcionamento do próprio protótipo. Utilizado geralmente para aprovação de quem vai solicitar o sistema.

Query

É um comando de consulta, inclusão ou alteração de tabelas de um banco de dados.

Rating

Classificação dada por agências que medem a capacidade de empresas e países de cumprirem suas obrigações financeiras com os investidores.

Recursividade

É um termo usado de maneira mais geral para descrever o processo de repetição de um objeto de um jeito similar ao que já fora mostrado.

Reengenharia

Mudança nos processos internos de uma empresa.

Repositório de Conhecimentos

O repositório é um modelo que especifica como o conhecimento explícito deve ser armazenado. O repositório armazena conhecimentos de três tipos básicos: registros, sentenças e modelos. Os registros são todo e qualquer documento gerado durante o processo de desenvolvimento de um produto. As sentenças são um tipo específico de conhecimento dito estruturado, pois apresenta um formato padrão, contendo um sujeito e um verbo. Por fim, os modelos são representações do processo de desenvolvimento de um produto e geralmente ocupam a camada superior do repositório, indicando que trazem em si uma visão sistêmica que auxilia na contextualização dos conhecimentos armazenados abaixo dele.

Requisitos

Condições que devem ser satisfeitas, exigência legais ou particulares essenciais para o sucesso de um processo, serviço ou produto. São as necessidade básicas dos cidadãos ou das demais partes interessadas, explicitadas por eles, de maneira formal ou informal, essenciais e importantes para sua satisfação.

Resiliência

Capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças.

Responsividade

Capacidade de um site ou página da internet apresentar diferentes configurações, adequando-se automaticamente ao formato do que é exibida. Capacidade de responder rápida e adequadamente ao que lhe é perguntado, adaptando-se às circunstâncias.

Resultados da Organização

São os resultados institucionais obtidos pela organização pública, no exercício de suas principais atividades, de acordo com suas atribuições e áreas de competência.

Revisão Pós Ação (RPA)

É uma técnica para avaliar e captar lições aprendidas após a conclusão de um projeto. Ajuda os membros da equipe de um projeto identificar  o que aconteceu, porque aconteceu e como manter os pontos fortes e superar os pontos fracos. É uma discussão entre os principais membros do projeto. A revisão pode ocorrer no final do projeto ou ao término das etapas ao longo da implementação do projeto. Não é uma sessão para críticas ou reclamações. A RPA maximiza o aprendizado ao oferecer uma oportunidade para que lideres e membros conversem sinceramente sobre o projeto.

SaaS

SaaS- Software as a Service, que significa software como um serviço. São aplicações on-line que podem ser usadas no computador, tablet, celular, ou quaisquer outros dispositivos móveis de maneira simples e remota. É um programa que não é instalado e que é usado como um serviço através da conexão com a Internet. Como um serviço, significa que o cliente não compra a licença de um produto, mas sim o direito de usufruir do serviço oferecido. Logo, todo o trabalho referente ao software fica na mão do fornecedor. Disponibilizar um produto no formato SaaS é uma maneira de distribuir um conteúdo ou solução tecnológica de uma forma mais acessível e segura. Os softwares as a service também podem ser conhecidos com outros nomes, como por exemplo software baseados na Web, sob demanda ou hospedados.

Sintagma

É um segmento linguístico que expressa uma relação de dependência.

Sistema de Gestão por Competências 

Indica a existência de uma estratégia de gestão baseada nas competências requeridas para o exercício das atividades de determinado posto de trabalho e a remuneração pelo conjunto de competências efetivamente exercidas. As iniciativas nesta área visam determinar as competências essenciais à organização, avaliar a capacitação interna em relação aos domínios correspondentes a essas competências e definir os conhecimentos e as habilidades que são necessários para superar as deficiências existentes em relação ao nível desejado para a organização. Podem incluir o mapeamento dos processos-chave, das competências essenciais associadas a eles, das atribuições, atividades e habilidades existentes e necessárias e das medidas para superar as deficiências.

Sistemas de Inteligência Organizacional 

Também conhecidos como sistemas de inteligência empresarial ou inteligência competitiva, são voltados à transformação de dados em inteligência, com o objetivo de apoiar a tomada de decisão. Visam extrair inteligência de informações, por meio da captura e da conversão das informações em diversos formatos, e a extração do conhecimento a partir da informação. O conhecimento obtido de fontes internas ou externas, formais ou informais, é explicitado, documentado e armazenado para facilitar o seu acesso.

Sistemas de Workflow

 São práticas ligadas ao controle da qualidade da informação apoiado pela automação do fluxo ou trâmite de documentos. Workflow é o termo utilizado para descrever a automação de sistemas e processos de controle interno, implantada para simplificar e agilizar os negócios. É utilizado para controle de documentos e revisões, requisições de pagamentos, estatísticas de desempenho de funcionários etc.;

Stakeholders

Partes ou grupos que estão diretamente interessadas na atividade da empresa: acionistas, governo, clientes, funcionários, fornecedores e sociedade. É uma palavra muito utilizada nas áreas de comunicação, administração e tecnologia da informação cujo objetivo é designar as pessoas e grupos mais importantes para um planejamento estratégico ou plano de negócios, ou seja, as partes interessadas.

Start-up

Empresa iniciante ou em período inicial.

Tailor Made

Feito sob-medida.

Top Down

Processo implementar do de cima para baixo.

Turnover

Rotatividade de funcionários dentro de uma empresa, medida pela média de pessoal que se mantém fixa na companhia.

UML

É uma linguagem de modelagem não proprietária de terceira geração. A UML não é uma metodologia de desenvolvimento, o que significa que ela não diz para você o que fazer primeiro e em seguida ou como projetar seu sistema, mas ela lhe auxilia a visualizar seu desenho e a comunicação entre objetos.

Basicamente, a UML permite que desenvolvedores visualizem os produtos de seus trabalhos em diagramas padronizados.

Visão Sistêmica

Capacidade que o profissional tem que o permite analisar a empresa como um todo, e diante disso consegue ter o conhecimento de toda a funcionalidade do negócio. Enxergar e compreender o todo por meio da análise das partes que o formam.

XML

É um dos subtipos da SGML (acrônimo de Standard Generalized Markup Language ou Linguagem Padronizada de Marcação Genérica) capaz de descrever diversos tipos de dados. Seu propósito principal é a facilidade de compartilhamento de informações através da internet.

Web Semântica

Web Semântica é um novo passo no desenvolvimento da internet marcado principalmente pela organização do conteúdo e pela interação inteligente do usuário com o material disponibilizado na rede. É a tecnologia de um novo passo na internet transformando a rede virtual de informações em um ambiente cada vez mais humano.

Workaholic

Indivíduo viciado em trabalho.

Workflow

 É o termo utilizado para descrever a automação de processos de controle interno, implantada para simplificar e agilizar os negócios. É utilizado para controle de documentos e revisões, requisições de pagamentos, estatísticas de desempenho de funcionários etc.;

Workshop

Treinamento em grupo de acordo com a técnica dominada pelo instrutor, que visa ao aprendizado de novas práticas para o trabalho.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.